Para que tanto espelho?

Pra que nos olharmos tanto no espelho?, me pergunto, eu mesma me olhando no espelho, saindo do banho, eu sozinha no banheiro, ou melhor, eu no banheiro com meus interlocutores imaginários. Desvio o olhar, encaro fixamente o reflexo, desvio de novo, me enxugo, me visto, olho agora apenas o meu rosto: pra quê? Quando nos […]

Dia dos pais

Ontem a escolinha da minha filha organizou um evento chamado “Dia da Família”. No dia das mães, o evento se chamou “Homenagem às mães”, mas agora, no dia dos pais, os pais viraram “Família”. A justificativa foi que muitas crianças são filhas de pais divorciados e eles acabam não indo ao evento, e outras, ainda, […]

A menina do refrigerante

Outro dia, esperando a pizza chegar, comecei a ver um programa no Discovery Home and Health sobre uma garota viciada em refrigerante. Ela bebia cerca de 30 latinhas por dia. Em alguns dias, chegava a tomar 50. Por causa disso, ela estava com um quadro de pré-diabetes, colesterol alto, etc, mas mesmo assim seguia tomando […]

Somos quem queremos ser?

Faz algum tempo que um amigo, durante um almoço, começou a me contar sobre os problemas que ele e a mulher estavam tendo com a empregada nova.  Basicamente, eles estavam insatisfeitos porque ela chegava muito tarde à casa deles (às oito horas) e eles acordavam antes disso, umas sete. Eles queriam acordar com a mesa […]

A criança que fomos

Tenho um irmão mais velho. Quando éramos crianças, brincávamos muito um com o outro, mas às vezes ele me dizia coisas não muito agradáveis sobre vampiros, bruxas e seres malvados de outro planeta. Às vezes, eu ficava com medo e chorava. Então minha mãe ou meu pai me garantiam que aquilo que ele tinha falado […]

Estamos presos

Como muita gente, senti um mal-estar ao pensar nas condições sub-humanas a que são submetidos alguns costureiros que trabalham para a Zara. Isso foi hoje de manhã, tomando café, lendo a Folha – não sei por que espalharam por aí que jornal e café da manhã combinam. Lembrei do trabalho infantil associado à marca Nike, […]

Sobre bandeiras e eleições

Há algum tempo, tenho pensado sobre essa pressa – essa tendência? – de marcarmos logo um X entre um grupo de opções dadas. Mesmo quando não tem ninguém nos apressando, quando podíamos pensar mais um pouco antes de marcar. Ou, mais ainda: mesmo quando não precisávamos marcar X nenhum. Preferimos silêncio ou agitação? Poucos ou […]

Sobre cinema e reflexão (ou: Uma apologia da história)

Na minha opinião, aquela velha divisão entre filmes para esquecer da vida e filmes para refletir é muito antipática. Os primeiros são os chamados filmes bobos, hollywoodianos, previsíveis, amarradinhos, cheio de atores bonitos, gran finale, de preferência feliz etc. Os últimos são os filmes cult, com mais profundidade do que orçamento, pontas soltas, finais nem […]