Desencontros

Escrever cena de sexo: qual o escritor que não encara isso como um desafio? Existe até um prêmio britânico para as piores de sexo. Por que será, hein? Bom, talvez algumas coisas sejam feitas para… Bem, para serem feitas, e não faladas. Talvez seja meio estranho ler sobre sexo. E, consequentemente, meio estranho escrever. Porque […]

Nossa aldeia

Esses versos me lembram demais a minha infância, quando meu pai me dizia que eu era a mais especial, a mais esperta, a mais linda… E completava declamando o poema do Tejo haha. Mas tem como negar as razões de Alberto Caeiro e meu pai? Especiais são os nossos, mesmo que rios maiores e mais […]

50 tons de machismo?

“5o Tons de cinza” está longe de ser um dos meus livros preferidos. Mas, então, por que resolvi falar dele? Porque me incomoda um pouco o fato de algumas pessoas se incomodarem (haha) com o “machismo” presente no livro. Na verdade, eu quis partir da polêmica em torno do livro para tratar de um assunto […]

O indizível

A gente fala tanto, né. Sobre tanta coisa. Tantas vezes. Mas é possível falar sobre tudo? Digo, é possível traduzir toda a nossa experiência e cada uma de nossas sensações em palavras? Por mais contraditório que seja, adoro falar do indizível. Desse lugar onde faltam ar e palavras, onde as nossas sensações mais profundas se […]

Sonhos de Einstein

Sabe esses livros que são meio mágicos, capazes de transformar vidas? Conheço duas pessoas que tiveram sua visão de mundo virada de cabeça pra baixo depois da leitura desse livrinho aqui. Escrito por um autor-físico,  “Sonhos de Einstein” é um livro de contos, mas também é filosofia pura. São continhos que falam sobre o tempo […]

Infância

Como o resto do mundo, amo o romance “Desonra”, do Coetzee: não conheço ninguém que tenha lido e não tenha gostado. Mas a página daqui é do meu livro preferido dele, “Infância”. O livro é uma biografia romanceada (como toda biografia, aliás… Talvez possamos falar em graus de ficção nas biografias, mas nunca chegaremos ao […]

O encanto dos subversivos

No dia a dia, procuramos pagar nossas contas antes do vencimento, dar boas ideias nas reuniões, desejar feliz aniversário aos nossos amigos e lembrar de telefonar para a nossa mãe. Em meio à ordem, nós nos confundimos, nos precipitamos, fazemos curvas sem pensar. Perdemos o foco onde costumamos acertar e enfiamos discussões ásperas em tardes […]

Cláudia, Ísis e Soraia

Três Viúvas está chegando às livrarias! Já falei dele aqui e agora vou colocar a descrição das três personagens principais, junto com um trecho do livro (em itálico) sobre cada uma. Espero que gostem. Cláudia Capturada pela apatia, apenas passa pelos dias olhando sua vida à distância, como se aquela vida não fosse sua Um sono […]

A redoma dos livros

Não faz muito tempo, li um artigo em que um intelectual duvidava que uma pessoa que lê 50 Tons de Cinza ou Comer Rezar Amar também lê Kafka. Nem lembro se era Kafka, talvez fosse um autor brasileiro, talvez Graciliano Ramos. O ponto é o velho debate entre entretenimento e alta cultura, indústria cultural e […]

Sempre em busca de pipas

Outro dia, no metrô, vi um sujeito lendo O caçador de Pipas. Aquilo que me causou um certo estranhamento. Uma pessoa que lê O caçador de Pipas em 2013 me parece alguém que vai ler O Código Da Vinci na sequência e depois comer pipoca vendo O paciente Inglês. São livros (e filme) que fizeram […]