Réu alegre

Às vezes a gente sabe exatamente o que não fazer, não é que a gente desconfie, a gente sabe, e mesmo assim faz – e no fogo dessas clareiras invisíveis, jogamos, satisfeitos, mais um telefonema indevido, mais um erro prazeroso, mais palavras de uma boca já arrependida.     É ou não é?    

Ser mãe

Faz dois anos e três meses que sou mãe e, neste tempo, muita gente já me perguntou algo na linha “E aí? Como é ser mãe?”. São amigas que estão pensando em ter filho, gente que me conhecia antes e não me imaginava sendo mãe, amigos que têm filho e querem falar sobre isso e […]

Descomplicando

Outro dia, uma amiga veio desabafar sobre o namoro dela. Parece que as coisas entre os dois estavam esfriando, ela estava se irritando facilmente com o cara, não gostava de se imaginar com ele no futuro, enfim, ela não estava satisfeita. Eu, que acho tranquilo terminar namoro (quando estamos falando dos namoros das minhas amigas, […]

Sobre as manifestações

Toda generalização requer uma abstração. Se você fala “uma árvore”, “o ser humano” ou “os sorveteiros”, não está falando dessa árvore, desse ser humano ou desse sorveteiro em particular: está colocando todos no mesmo saco. Alguns vão ficar de fora, claro, mas, se você fez a generalização, geralmente é porque no saco cabe um bocado […]

O noticiário

O noticiário daquela noite estava particularmente chocante. – Ninguém está nem aí para ninguém – uma telespectadora anunciou, cheia de ódio, para a sala vazia. Em seguida, ela olhou mais uma vez para as imagens do noticiário e desligou a TV. – Ninguém está nem aí para ninguém – ela anunciou novamente para a sala […]

A redoma dos livros

Não faz muito tempo, li um artigo em que um intelectual duvidava que uma pessoa que lê 50 Tons de Cinza ou Comer Rezar Amar também lê Kafka. Nem lembro se era Kafka, talvez fosse um autor brasileiro, talvez Graciliano Ramos. O ponto é o velho debate entre entretenimento e alta cultura, indústria cultural e […]

“Todo mundo é egoísta”

Tem sempre alguém para falar que cada um dos nossos atos é motivado pelo egoísmo. Você pode procurar a melhor pessoa fazendo a melhor coisa, que não vai adiantar – ela entra no balaio de egoísmo desses sujeitos. Deu esmola para o mendigo? Egoísmo. Mudou o caminho para dar carona para o colega de trabalho? […]