Sobre cinema e reflexão (ou: Uma apologia da história)

Na minha opinião, aquela velha divisão entre filmes para esquecer da vida e filmes para refletir é muito antipática. Os primeiros são os chamados filmes bobos, hollywoodianos, previsíveis, amarradinhos, cheio de atores bonitos, gran finale, de preferência feliz etc. Os últimos são os filmes cult, com mais profundidade do que orçamento, pontas soltas, finais nem […]

Não se julga um livro pela capa?

Outro dia, eu estava na Fnac da alameda Santos,  aqui perto de casa, namorando a coleção completa do Calvin, quando ouço o diálogo de duas amigas. Amiga um: olha esse livro, que lindo! Será que é bom? Amiga dois: pode até ser, mas ser lindo não tem nada a ver com isso, né? Não se […]