Uma forma peculiar de ver a vida nas cidades grandes

Eu em Rio Verde, interior de Goiás, quando uma criança me pergunta:

Criança – Onde você mora?
Eu – Agora estou morando em São Paulo.
Criança – Ah. É verdade que lá morre uma pessoa por dia?
Eu – Han… É. No mínimo.
Criança – E onde você morava antes?
Eu – Em Belo Horizonte.
Criança – Lá também morre uma pessoa por dia?
Eu (já deprimida) – Morre.
Criança – Por que você não mora aqui, onde não morre tanta gente?

Sabe, um dia eu ainda vou morar no interior.

Deixar comentário

Your email address will not be published.