Sobre o amor de irmão e amigos

Como meus amigos me amam
Sábado, meio-dia. Um amigo e eu combinamos um almoço.
Ele – Mas vê se passa um blush antes de sair de casa, tá? Da última vez que a gente almoçou, você parecia uma morta que tinham esquecido de enterrar.
P.S.: Antes que perguntem nos comentários: sim, esse meu amigo é gay.
P.P.S.: Passei toneladas de blush, naturalmente.

Como eu amo meu irmão
Uma terça-feira qualquer. Eu e meu irmão almoçando na casa do meu pai, quando a Edinéia, a faxineira (ou diarista, dependendo da cidade… Enfim) fala:

Edinéia – Lili, sabia que a minha filha é apaixonada pelo seu irmão? Ela falou que ele é o cara mais bonito que ela já viu na vida!

Eu – Qual filha, aquela que você quase não deixa sair de casa?

P.S.: E era. A menina vive praticamente sem contato com a civilização.

P.P.S.: Mas meu irmão é lindo mesmo, ele sabe disso (e ele lê meu blog, eu sei disso 🙂

Deixar comentário

Your email address will not be published.